Quarta, 09 de maio de 2018, 10h11
Tamanho do texto A- A+


Variedades / feliz

De biquíni, Preta Gil curte praia antes de show

Conhecida por encorajar fãs a se libertarem ao postar fotos com trajes de banho, Preta vem incetivando a aceitação do próprio corpo

Preta Gil voltou a exibir suas curvas em uma praia em Trancoso, na Bahia, onde curtiu férias com o marido, Rodrigo Godoy e exibiu um biquíni cortininha de R$ 420 no início do ano. "O céu, o mar, o vento, a areia, o horizonte e a certeza de que estou aqui e agora para ser feliz! Antes do show um mergulho!", escreveu em seu perfil no Instagram nesta terça-feira (8). O clique rendeu elogios dos seguidores. "Essa é a beleza da mulher brasileira", "Parabéns, pela coragem de ser você mesmo. Só alguém que se ama de verdade, não se importa com o que os outros vão dizer. Isso é uma evolução, minha mais profunda e sincera admiração" e "Parabéns pela autenticidade! Um corpo natural sempre será mais belo do que de alguém que passa fome, toma anabolizante para ficar sarada e por aí vai" foram alguns dos comentários.

Cantora explica como aceitou o próprio corpo

Conhecida por encorajar fãs a se libertarem ao postar fotos com trajes de banho, Preta vem incetivando a aceitação do próprio corpo. "Quando olho minhas estrias, minhas celulites não considero imperfeições, lembro que cada marca no meu corpo foi uma vivência, foi uma história. Saibam que eu sou vaidosa sim, que me cuido, faço dieta (forçada, mas faço), faço exercício principalmente pro meu joelho, cuido da minha saúde e é isso que importa: saúde!!! E por fim pra quem escreve 'Nossa queria ter a coragem que você tem' ou 'Nossa, eu não teria coragem de postar uma foto assim, está de parabéns!!!'. Não, eu não precisei de coragem pra ser quem eu sou, eu precisei me amar!!!", disse em recente post na web.

Preta critica o padrão de beleza exigido para as mulheres

Preta também pediu a libertação do padrão de beleza imposto pela sociedade: "Fomos massacradas por uma ditadura que nos dizia que era feio mostrar isso, era feio não ter o corpo magro, e tantas outras imposições. Eu mesma caí nessa armadilha tão cruel, eu também tentei ser quem eu não era e paguei um preço alto. Mas depois de 43 anos e de uma vida muito bem vivida, com muitas superações, muitas lutas e muito amor, eu consegui me libertar e ser eu mesma, e digo a vocês o quão libertador é se amar e se aceitar como nós somos!!! Então meus amores, por favor libertem-se!!! Não tenham vergonha de si própria, não se comparem aos outros, cada mulher tem sua própria beleza, se amem! Juntas somos mais fortes!".



AVALIE:
0
0
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

FECHAR
Mato Grosso Notícias © 2018 - Todos os direitos reservados