Segunda, 25 de junho de 2018, 10h48
Tamanho do texto A- A+


Política / governo

Partidos reforçam apoio a Pedro Taques na região Sul

Este é o segundo evento suprapartidário organizado pelo grupo que se organiza para a campanha eleitoral

Os partidos PSDB, PSB, PPS, PRTB, Solidariedade, Avante e Patriota estiveram reunidos em Rondonópolis para reforçar apoio a candidatura do governador Pedro (PSDB) à reeleição. Este é o segundo evento suprapartidário organizado pelo grupo que se organiza para a campanha eleitoral. Nos discursos, destaque para as ações do governo Pedro Taques, ressaltando os investimentos na área social e também a “organização da casa”.

Com clima de festivo, o evento contou com a presença dos deputados Max Russi (PSB), Wilson Santos (PSDB), Guilherme Maluf (PSDB), Carlos Avalone (PSDB), Doutor Leonardo (SD), Marcrean Santos (PRTB), Adalto de Freitas (Patriota) e do deputado estadual Ondanir Bortolini - o Nininho que é do PSD e já declarou apoio à reeleição de Taques.

Nininho destacou que devido a crise nacional não foi possível fazer tudo que foi planejado, mas que a administração está organizada para avançar nas entregas ao cidadão. “Nosso governador e futuro governador, nem tudo foi possível realizar, sabemos da dificuldade que passa o nosso país e o nosso Estado, mas confiamos na sua pessoa, na sua honestidade e transparência da sua gestão”, afirmou o deputado.

Além do projeto de reeleição ao governo, o PSDB também trabalha a candidatura ao senado do deputado federal Nilson Leitão. Em discurso, o deputado destacou que o grupo segue fortalecendo as duas candidaturas e que o projeto de mudança deve continuar. Ele lembrou que em 2015 Mato Grosso precisava de “um grande mecânico para consertar o estrago que haviam feito na administração estadual”.

O parlamentar disse que o grupo precisa estar coeso e concentrado em mostrar as ações que foram realizadas. “Ser governo é ser paciente. A função dos adversários é criticar, mas nós vamos falar de realizações, de obras, de futuro e de esperança”, afirmou Nilson.

Defensor da reeleição de Pedro Taques, o prefeito de Rondonópolis, José Carlos do Pátio, também presidente do Solidariedade, afirmou que governador é municipalistas e esta atento às demandas regionais. Entre as ações realizadas pelo governador que o colocam na posição de pleitear a reeleição, lembrou os repasses do Fethab que em Rondonópolis já somam mais de R$ 12 milhões e dezenas de obras importantes para a cidade.

O prefeito também citou os investimentos do governo na área da saúde. Segundo ele, além de aumentar em 50% os repasses para à atenção básica, o governador ainda abriu mais 40 leitos de UTIs em Rondonópolis e mais de 200 em todo Estado, além de ter ajudado na realização das cirurgias cardíacas de peito aberto no sul do Estado.

Ele lembrou que no país não há uma cidade com menos 200 mil habitantes que faça esse tipo de cirurgia, apenas Rondonópolis. “Olha que estamos falando em um período que teve a maior crise econômica do Brasil. Inegável que o governador Pedro Taques estancou a sangria da corrupção e passou a investir em prioridades”, destacou.

O deputado Max Russi lembrou da crise que o país atravessou a partir de 2015 e que também afetou Mato Grosso. “Em momento de crise é preciso ter prioridade, cuidar daqueles que mais precisam. E o governador fez o dever de casa, arrumou a casa e priorizou as áreas essenciais e também sociais, criando a Caravana da Transformação e o programa Pró-Família. Enquanto no Brasil a pobreza aumentou, nós diminuímos o índice de pobreza aqui. Por isso o PSB vai estar junto, construindo o plano de governo para que o próximo mandato seja melhor ainda”.

Wilson Santos pontuou as ações estruturantes que o Governo fez para Rondonópolis, como a construção de casas populares, canalização do córrego do Canivete, pavimentação da Rodovia do Peixe e a implantação da Unemat na cidade. “Muitos prometeram, mas Pedro Taques fez. Mato Grosso não vai voltar atrás, não vai ser entregue a essa quadrilha que assaltou Mato Grosso”.

O governador Pedro Taques afirmou no encontro suprapartidário que é necessário manter o diálogo sempre aberto com os partidos e também a população, discutindo o futuro de Mato Grosso. Também ressaltou que não deixará o processo eleitoral atrapalhar o bom andamento da gestão, mudando o foco das políticas públicas do Governo de Mato Grosso. Para Taques, o Estado está preparado para viver um novo momento, com as medidas de gestão adotadas pela atual administração, como a Emenda do Teto, o congelamento dos repasses aos Poderes e ainda o aumento de 50% dos recursos destinados à atenção básica.

Taques destacou a parceria com os municípios e lembrou que Rondonópolis, por exemplo, tinha 31 leitos de UTIs e já são mais de 70 leitos. Segundo o governador, o Estado cuidou de quem mais precisa. “Nós cuidamos de gente, do cidadão. Foram quase 70 mil cirurgias oftalmológicas na Caravana da Transformação, pessoas que estavam cegas e saíram da escuridão. É por isso que a Caravana tem que continuar. Nós vamos continuar e colocar novos serviços e procedimentos. Vamos continuar priorizando a saúde, a segurança, a educação, a agricultura familiar. Estamos governando para o povo”.

O governador ainda lembrou a crise financeira e a recessão que afetaram o país. Segundo ele, a administração pegou um Estado sucateado, com corrupção em todos os lugares. “Se não tivéssemos controlado a trajetória de gastos com custeio da máquina, o Estado estaria vivendo situação semelhante a outros, como Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro. Mas nós controlamos, ajustamos as contas e assim a situação financeira do Estado não entrou em colapso e foi possível fazer os investimentos básicos”, afirmou.

Ele completou citando outras ações de Governo. “Fizemos 2.400 quilômetros de pavimentação, criamos novos 200 leitos de UTI, estamos construindo junto com a prefeitura o Novo Pronto-Socorro de Cuiabá, apoiando com R$ 22 milhões os hospitais filantrópicos, aumentamos os salários dos professores em 50%, criamos 40 escolas em tempo integral e mais oito escolas militares, fizemos concurso para 5 mil professores. Na segurança, aumentamos os investimentos em inteligência, renovamos a frota e chamamos 3.663 homens e mulheres nas forças de segurança. Com pouco dinheiro, fizemos muito”.
O atual comandante do Palácio Paiaguás lembrou ainda que no primeiro ano de mandato ainda fez uma parceria com o Poder Legislativo e parte do duodécimo que seria repassado à Assembleia Legislativa acabou convertido na compra de ambulâncias no ano de 2016. “Enquanto antes o governo repassava ‘excesso de arrecadação’ recursos a mais ao Legislativo, nós montamos uma parceria de sucesso e entregamos ambulância nos 141 municípios de Mato Grosso, nunca houve uma gestão tão municipalista como a nossa”, afirmou.
Também participaram do encontro os prefeitos Abdo Jabar (PSDB) de Jaciara; Moisés da Farmácia (PSDB) de Juscimeira; Humberto Bolinha (PSDB) de Guiratinga; Antônio Leite (MDB) de Tesouro; Miguel Brunetta (PR) de Santo Antônio do Leste; Marco Aurélio (PRB) vice-prefeito de Alto Taquari; José Moraes, vice-prefeito de Tesouro.

 



AVALIE:
0
0
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

FECHAR
Mato Grosso Notícias © 2018 - Todos os direitos reservados