Quarta, 08 de novembro de 2017, 08h30
Tamanho do texto A- A+


Opinião

Tratam-nos como bandidos

Órgãos internacionais e ONGs culpam a agricultura e a pecuária pela destruição de florestas

Lemos quase diariamente artigos sobre a questão climática e ambiental do planeta, geralmente com viés catastrófico, que acabamos ficando convencidos que não haveria mais nada para ser questionado e que tudo já seria a verdade em definitivo.

Isto ocorre também com a questão ambiental da agropecuária brasileira.

A opinião pública internacional e as ONGs ambientais decidiram que o Brasil destroi, cada vez mais, as suas florestas por ação direta e predatória da agricultura e da pecuária.

Esquecem-se de dizer que temos 63% da nossa área original preservada e que cada propriedade é obrigada a preservar de 20 a 80% da sua área nativa.

Apanhamos de todo mundo. Até a Gisele Bündchen entrou na lista.

Para irmos ao céu ambientalmente, teríamos que retornar ao sistema orgânico e agroflorestal de produção de alimentos. Nada contra a produção orgânica.

No mês passado, agendei uma venda de gado para um frigorífico com o qual ainda não tinha negociado.

Lemos quase diariamente artigos sobre a questão climática e ambiental do planeta, geralmente com viés catastrófico, que acabamos ficando convencidos que não haveria mais nada para ser questionado e que tudo já seria a verdade em definitivo.

Isto ocorre também com a questão ambiental da agropecuária brasileira.

A opinião pública internacional e as ONGs ambientais decidiram que o Brasil destroi, cada vez mais, as suas florestas por ação direta e predatória da agricultura e da pecuária.

Esquecem-se de dizer que temos 63% da nossa área original preservada e que cada propriedade é obrigada a preservar de 20 a 80% da sua área nativa.

Apanhamos de todo mundo. Até a Gisele Bündchen entrou na lista.

Para irmos ao céu ambientalmente, teríamos que retornar ao sistema orgânico e agroflorestal de produção de alimentos. Nada contra a produção orgânica.

No mês passado, agendei uma venda de gado para um frigorífico com o qual ainda não tinha negociado.



AVALIE:
0
0
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

FECHAR
Mato Grosso Notícias © 2013 - Todos os direitos reservados