Segunda, 16 de abril de 2018, 11h55
Tamanho do texto A- A+


Opinião

A Caravana cuiabana e seus discípulos

Nesse sentido gostaria de saudar o Governo do Estado, que vem fazendo transformações na vida de muita gente humilde

Perdão àqueles, que por ventura, não comungue com minha ótica de ver inúmeras oportunidades surgirem com um simples programa social chegando a locais diversos com históricos de um passado marcado pelo descaso e abandono. É o caso da Caravana da Transformação que se desloca aos quatro cantos de Mato Grosso e neste exato momento chega a Cuiabá e muitos municípios agregados à Baixada Cuiabana.

“A hora chega para todos”, já diz o ditado. Nesse sentido gostaria de saudar o Governo do Estado, que vem fazendo transformações na vida de muita gente humilde. - Mas doutor, o governo não faz além de sua obrigação-, pensou assim caro cidadão? - Ah, isso não passa de segundas intenções -, também imaginou dessa forma meu amigo ou minha amiga?

Das políticas públicas deste Governo, esse programa, à minha leitura, afaga os corações de centenas de ‘tiozinhos e tiazinhas’ e suas criancinhas que necessitam não só de uma simples consulta a uma cirurgia de pterígio e de tantas outras demandas. Chegou lá longe no ‘interiorzão’e queira Deus, não deixe o tucano governador findar oportunidades únicas como esta à tanta gente. Sabe quando aquele senhorzinho e senhorazinha iriam realizar tal procedimento oftalmológico, a depender de suas hipossuficiências financeiras? Vai, responde!

E não é só isso. Para qualquer iniciativa, em se tratando de política pública, tem de haver ‘vontade de fazer’. Viu que o Tribunal de Justiça, por exempo, fez contra a liminar que mitigava a propaganda oficial em favor da Caravana por realizar serviços de saúde e cidadania¿

Em segundo momento, a capacidade de aporte para tal evento que não sai barato, mais vale expressão de felicidade do promotor e daquele recebedor do beneficio.

Agora te pergunto: consta obrigatoriedade nessa promoção coletiva? Em números, para basilar as ações, até o mês de abril do ano passado no Araguaia, por exemplo, foram mais de 7 mil atendimentos aos brancos e índios de Bom Jesus do Araguaia; Confresa; Luciara; Santa Cruz do Xingú; São Félix do Araguaia na 6ª edição. Lá em Porto Alegre do Norte a Caravana, que aconteceu na primeira quinzena de maio, foram realizadas cerca de 300 cirurgias de catarata, pterígio e a yag laser sem dor alguma, enquanto chegou-se a cerca de 750 procedimentos diários entre exames/consulta diversos.

E aqui em Cuiabá onde o corpo populacional é bem maior e ainda adicionando os pacientes da baixada que já marcaram seu cadastro nesta 13ª edição¿ Para se ter uma ideia, o governador Pedro Taques previu em cirurgia oftalmológica chegando a mais de 50 mil procedimentos¿ Então tiro o chapéu e tomo qualquer injeção se é para o bem coletivo.

*Ubiratan Braga é jornalista, radialista e publicitário em Cuiabá



AVALIE:
0
0
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

FECHAR
Mato Grosso Notícias © 2018 - Todos os direitos reservados