Domingo, 12 de novembro de 2017, 07h04
Tamanho do texto A- A+


Judiciário / atualização do PJe no TRT

Advocacia deve estar atenta à troca de 'assinador'

Duas opções de assinatura digital serão disponibilizadas com a versão 1.16.0, quer será instalada ao longo deste fim de semana: o Shodo e o PJe Office

Com a atualização da versão do Processo Judicial Eletrônico (PJe) pelo Tribunal Regional do Trabalho em Mato Grosso (TRT/MT), é imprescindível que a advocacia esteja atenta sobre a retirada do “assinador” digital denominado “Java Applet”, atualmente utilizado pelos profissionais. De acordo com o TRT, a retirada é necessária em razão das versões atuais dos navegadores de Internet terem descontinuado a execução de “plug-ins” Java.

Duas opções de assinatura digital serão disponibilizadas com a versão 1.16.0, quer será instalada ao longo deste fim de semana: o Shodo e o PJe Office. Os manuais de instalação dos aplicativos estarão disponíveis na página do PJe, no portal do Tribunal, e neste link.

A alteração para a versão 1.16.0 está atualizada à nova sistemática de contagem de prazos trazida pela lei da Reforma Trabalhista. Por conta da implantação, o sistema estará indisponível entre a 0h deste sábado (11) e às 5h59 do domingo.

Até esta sexta-feira, todas as pendências de processos que tramitam na atual versão do PJe devem ser encerradas para que não haja perda de conteúdo durante a migração ao longo do fim de semana, como recomendou o Tribunal.

Como forma de garantir o suporte técnico adequado à nova versão, a Secretaria da Corregedoria do TRT publicou portaria com a suspensão de prazos processuais dos dias 13 e 14 de novembro, sem prejuízo de eventuais audiências designadas previamente.

O Núcleo de Suporte aos Usuários do PJe do TRT estará à disposição para eventuais problemas técnicos advindos da nova versão, entre 7h30 e 14h30, em dias úteis. O contato pode ser feito pelo telefone (65) 3648-4040.



AVALIE:
0
0
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

FECHAR
Mato Grosso Notícias © 2013 - Todos os direitos reservados