Segunda, 09 de novembro de 2015, 16h00
Tamanho do texto A- A+


Geral / SITUAÇÃO ATUAL

Temperatura do planeta está 1 grau acima do nível da 2ª metade do século 19

Se as temperaturas permanecerem como previsto, 2015 será o primeiro ano a transpor este limite

As temperaturas médias globais na superfície terrestre em 2015 vão superar, pela primeira vez, em um grau Celsius (°C) os níveis verificados na era pré-industrial, segundo uma previsão do Instituto Meteorológico britânico (Met Office) divulgada hoje (9).

 

De acordo com a entidade, dados recolhidos entre janeiro e setembro deste ano estimam temperatura média global superior em 1,02°C aos valores registrados no período pré-industrial (1850-1900).

 

Se as temperaturas permanecerem como previsto, 2015 será o primeiro ano a transpor este limite. “Isto representa um importante indicador de como o aquecimento do planeta continua devido à influência humana”, disse em comunicado o Met Office.

 

Para Stephen Belcher, diretor do Met Office Hadley Centre, fenômenos naturais que atingem o planeta também contribuem. “Vimos um forte El Niño [fenómeno climático cíclico] este ano no Pacífico e isso terá algum impacto sobre a temperatura global”, disse o especialista.

 

“Tivemos fenômenos naturais semelhantes no passado, mas esta é a primeira vez que vamos atingir a meta de um grau Celsius. É claro que a influência humana está levando nosso atual clima para um território desconhecido”, acrescentou Stephen Belcher.

 

A informação do Met Office foi divulgada a menos de um mês da Conferência do Clima das Nações Unidas (COP 21), que começa em 30 de novembro e vai até 11 de dezembro, em Paris.

 

O objetivo da conferência é conseguir um acordo internacional que limite as emissões de gases de efeito estufa para conter o aumento da temperatura global em dois graus Celsius durante este século.



AVALIE:
0
0
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

FECHAR
Mato Grosso Notícias © 2018 - Todos os direitos reservados