Quinta, 09 de agosto de 2018, 09h00
Tamanho do texto A- A+


Geral / alto araguaia

Apicultores poderão comprar caixas de colmeias

Os produtos serão fabricados por reeducandos da unidade local e comercializados por R$ 80 aos profissionais, quase metade do valor das unidades adquiridas fora de Mato Grosso

Os apicultores de Alto Araguaia (420 km ao sul de Cuiabá) e região não precisarão mais comprar caixas de colmeias em outro estado. Uma parceria entre a unidade prisional da cidade, Poder Judiciário, Rotary Club e o Conselho da Comunidade possibilitará que os criadores de abelhas adquiram as caixas no próprio município. Os produtos serão fabricados por reeducandos da unidade local e comercializados por R$ 80 aos profissionais, quase metade do valor das unidades adquiridas fora de Mato Grosso.

As madeiras utilizadas na confecção das colmeias são oriundas de apreensões realizadas pela Polícia Judiciária Civil e Polícia Militar. Elas estavam armazenadas há muito tempo, sem destinação, e foram doadas pelo Poder Judiciário ao Rotary, que leiloou parte do material e com o dinheiro arrecadado adquiriu ferramentas para os reeducados trabalharem na marcenaria. A outra parte da madeira foi doada para o Conselho da Comunidade que designou à unidade prisional.

A fabricação das caixas deve iniciar até o final do mês de agosto, quando a marcenaria estará pronta. Conforme o diretor da cadeia, Djalma Alves Junior, o barracão para a atividade está finalizado. Ele explica que a proposta, a princípio, é destinar 10 reeducandos para esta nova frente de trabalho. Os presos serão beneficiados com remição da pena, como prevê a Lei de Execução Penal que determina que a cada três dias, um dia é descontado na pena recebida.

O dinheiro da venda das colmeias será aplicado na ampliação e melhoria da marcenaria e também na unidade.



AVALIE:
0
0
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

FECHAR
Mato Grosso Notícias © 2018 - Todos os direitos reservados