Sábado, 12 de agosto de 2017, 18h00
Tamanho do texto A- A+


Esportes / volêi

Brasil se impõe contra a Venezuela e fatura 31º título do Sul-Americano

. O único ano em que não venceu, em 1964, foi em uma situação atípica



A Seleção Brasileira não cansa de vencer o Campeonato Sul-Americano de Vôlei. Nesta sexta-feira, o Brasil enfrentou a Venezuela, na grande final da edição de 2017 do torneio continental, realizado no Chile, e venceu sem grandes dificuldades por 3 sets a 0, com parciais de 25/21, 25/6 e 25/18. Com a conquista, os brasileiros chegaram a incríveis 31 títulos da competição na história.

 

O Brasil iniciou o primeiro set apresentando a força demonstrada durante toda a competição. Com domínio, a Seleção abriu vantagem aos poucos e chegou a estar vencendo por oito pontos. No decorrer da disputa, porém, a Venezuela cresceu e assustou. Demonstrando reação, os venezuelanos chegaram a diminuir a distância para apenas três pontos. No entanto, os brasileiros conseguiram se recuperar e fechar a primeira parcial em 25/21.

 

Após ceder mais de 20 pontos apenas pela segunda vez em um set na competição, o Brasil voltou de forma avassaladora na segunda parcial, abrindo incríveis 16 a 1, com 12 pontos consecutivos. Na parte final, a Venezuela até conseguiu se recuperar e pontuar, porém, os brasileiros ainda assim fecharam o set com facilidade em 25/6.

 

Ao contrário dos outros, o terceiro set foi atípico para o Brasil. Nos primeiros pontos, a Venezuela mostrou mais forças no saque e chegou a fazer frente aos brasileiros, inclusive chegando a liderar o placar por 9 a 8. No entanto, aos poucos, a Seleção Brasileira começou a demonstrar sua força. Com isso, não teve mais sustos, virando a partida e fechando a parcial decisiva para o título em 25 a 18.

 

Absoluto na história do Campeonato Sul-Americano de vôlei, o Brasil chegou a seu 31º título na competição em 32 edições. O único ano em que não venceu, em 1964, foi em uma situação atípica, já que a Seleção Brasileira não participou do torneio. Já A Venezuela chegou à sua 10ª prata na história, enquanto a Argentina, que venceu o Chile por 3 sets a 0 um pouco mais cedo, alcançou o seu sétimo bronze.



AVALIE:
0
0
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

FECHAR
Mato Grosso Notícias © 2013 - Todos os direitos reservados